quarta-feira, setembro 23, 2009

Distraxion

CADÊ MEU PINTO?

Pinto, David Pinto
lol

terça-feira, setembro 22, 2009

(I)Mobilidade social


"Tenho 18 anos, acabo de tirar a carta e por isso é normal que queira levar o carro para todo o lado". Foi esta frase proferida hoje por um jovem às câmaras da SIC, numa reportagem sobre a Semana da Mobilidade, que deu o mote para este meu post.

Tal como alguém respondeu ao meu tweet "talvez até consiga perceber o puto. (...) também preferiria ir confortavelmente no seu carro, lavadinho, a cheirar a ambientador, sentadinho. Eu preferiria, com certeza." Eu também! E cada pessoa tem direito a isso mesmo, fazer as suas escolhas. Se tem vontade e capacidade financeira para isso, ou mesmo que não tenha, isso é lá com ela. Não venham é depois queixar-se das crises, dos impostos, do preço dos combustíveis, "and so on"...

Também acho que isto da Semana da Mobilidade ou do Dia sem Carros é mais uma daquelas iniciativas politicamente correctas, que ficam bem dizer que são feitas, não importa qual a adesão ou consequências. Isso para mim é realmente o menos importante para cumprir os objectivos pretendidos. Eu concordo é com o aumento dos impostos sobre os combustíveis fósseis, criação de portagens na entrada das grandes cidades, subida dos preços dos lugares de estacionamento e redução do número dos mesmos nos centros históricos. Criação de mais vias exclusivas para transportes públicos colectivos e ciclovias. Também acho interessante a ideia da criação de vias exclusivas para veículos com mais de uma pessoa a bordo, mas apenas em algumas estradas periféricas e que tenham acesso a interfaces com transportes públicos. Mas será que isso pode realmente mudar as mentalidades? Cada pessoa tem a sua forma de pensar, mas acho que todas estas regras poderão condicionar a forma como certas pessoas se comportam e evitar que prejudiquem a vida dos outros, com alguma consciência social e ecológica.

Eu próprio, aos 18 anos também tirei a carta e tinha o carro parado à porta de casa. Tinha noção que tanto para mim como para a sociedade em geral, o facto de eu ir sozinho na viatura, acarretava custos acrescidos, perfeitamente evitáveis. E por isso deslocava-me a pé até à paragem de autocarro (ainda não havia metro, que uso hoje diariamente), onde por vezes chegava a esperar uma hora, no pior dos casos. E porquê?! Os autocarros até deveriam ter uma periodicidade de 15 minutos. A demora era causada pelo tráfego gerado essencialmente pelos veículos ligeiros que transportavam 1 ou 2 pessoas e que atrasavam os autocarros que poderiam transportar cerca de 50 pessoas.

Será que andar a pé 15, 20, 30 minutos por dia nos vai prejudicar? Até faz bem, e poupa nos ginásios. (Tirando alguns casos de pessoas que não possam mesmo, tipo idosos ou deficientes físicos) Está a chover? Há guarda chuvas e impermeáveis bem eficientes. Tá calor? Os transportes agora até têm A/C. Lugares confortáveis para ir a ler, dormir, ouvir uma musiquinha. Por isso não entendo... Mas isso sou eu, né?

É porreiro sair de casa, de manhã, directo pró carro e do carro para o escritório. Ao fim do dia, do escritório directo pró carro e dele para casa. Ou então do carro pró ginásio para malhar durante 2 horas, que a gente precisa de estar em forma. E já agora deixa-me cá apanhar o elevador ou as escadas rolantes para ir fazer compras pró shopping. Isto é que vai uma crise... de valores!

sexta-feira, setembro 18, 2009

Festas Mós do Douro 2009


De hoje a Domingo, há festa na aldeia de Mós do Douro.

O site mais actualizado é: http://dasmos.blogspot.com/

No teu deserto


Tão bonito! Apaixonei-me por este livro.

quarta-feira, setembro 16, 2009

segunda-feira, setembro 14, 2009

Esmiuçando

Verbo

es.mi.u.çar

1. reduzir a pó
2. detalhar ao máximo

Sinônimos

* De 1 (reduzir a pó): esfarelar, pulverizar, esmiudar.
* De 2 (detalhar ao máximo): especificar.


http://pt.wiktionary.org/wiki/esmiuçar